Como Utilizar As Mídias sociais A favor Da Corporação

25 Apr 2019 14:12
Tags

Back to list of posts

<h1>Sugest&otilde;es Sobre o assunto AS Redes sociais E MARKETING DE RELACIONAMENTO</h1>

<p>O hor&aacute;rio eleitoral s&oacute; come&ccedil;a no dia 31 de agosto, entretanto na web pr&eacute;-candidatos se antecipam a este per&iacute;odo e veiculam em suas redes sociais programas pol&iacute;ticos no estilo usado pra pedir votos pela Tv e no r&aacute;dio. Em busca da confirma&ccedil;&atilde;o de tuas candidaturas, em meio &agrave; pulveriza&ccedil;&atilde;o de postulantes ao Planalto, a maioria dos presidenci&aacute;veis tem apelado pra filmes bem produzidos que ainda viram posts patrocinados pra aumentar o alcance ou atingir p&uacute;blicos espec&iacute;ficos.</p>

<p>Se antes a f&oacute;rmula usada em postagens com ou sem patroc&iacute;nio era afirmar falas dos pr&eacute;-candidatos em entrevistas ou palestras, captadas sem uma pr&eacute;via produ&ccedil;&atilde;o, imediatamente o fundamento &eacute; publicar v&iacute;deos com roteiro, ilustra&ccedil;&otilde;es, legendas, locu&ccedil;&atilde;o e at&eacute; jingles. Fl&aacute;vio Rocha (PRB), a t&iacute;tulo de exemplo, convocou a dupla sertaneja Mateus &amp; Cristiano para gravar seu slogan: &quot;Com Fl&aacute;vio Rocha tudo ser&aacute; novo, &eacute; a expectativa, o desejo do povo&quot;. Adepto do discurso que prioriza a gest&atilde;o e n&atilde;o a pol&iacute;tica, Rocha abusa de assuntos como o empreendedorismo e nacionalismo em seus v&iacute;deos.</p>

<p>Em linguagem popular e com enredo execu&ccedil;&atilde;o, as produ&ccedil;&otilde;es s&atilde;o cheios de ilustra&ccedil;&otilde;es que retratam as principais bandeiras do pr&eacute;-candidato, como o duelo aos privil&eacute;gios e ao grande gasto do Estado. O PT, que tem o ex-presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva - sentenciado e confinado na Lava Jato - como pr&eacute;-candidato &agrave; Presid&ecirc;ncia, tamb&eacute;m j&aacute; encomendou um jingle pra impulsionar a campanha nas redes sociais. Mesmo sem jingle, os v&iacute;deos de Henrique Meirelles (MDB) s&atilde;o os que mais impressionam pelos fatos, dura&ccedil;&atilde;o e qualidade de epis&oacute;dio e de fotografia.</p>

<p>Produzidos como se fossem pra Tv, os videos apresentam o ex-ministro da Nunca Deixe Seus Leitores Sem Respostas do governo de Michel Temer como um homem de sucesso, otimista e que resolve as dificuldades do Pa&iacute;s. Segundo Meirelles, o zelo pela cria&ccedil;&atilde;o dos filmes &eacute; reflexo do rigor com que faz teu trabalho. No fim do m&ecirc;s passado, Geraldo Alckmin (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) lan&ccedil;aram quadros fixos na internet. Ambos estrearam, respectivamente, os programas &quot;Caf&eacute; com Alckmin&quot; e &quot;Caf&eacute; com Boulos&quot; para interagir com eventuais eleitores. 'Gal&atilde; &agrave; Moda Antiga', Rapper Projota Une Romance E Ferocidade Em Disco do nome similar, o modelo escolhido pelas equipes dos pr&eacute;-candidatos &eacute; quase oposto. Ex-ator Mirim Vira Dono De Produtora De Video O Dia pelas m&iacute;dias digitais do PSDB, Marcelo Vitorino falou ser proposital produzir videos com cara de Tv pra web.</p>

<p> Como Fazer Da Maneira Certa? , que &eacute; professor de marketing digital da ESPM, admite que, a depender da estrat&eacute;gia de cada campanha, parte do utens&iacute;lio feito pras redes sociais poder&aacute; ser levado pro hor&aacute;rio eleitoral. Os filmes mais elaborados, contudo, n&atilde;o comprovam Alckmin desafiando ou atacando inimigos, a exemplo do que tem feito em tu&iacute;tes direcionados a Jair Bolsonaro (PSL). Apesar de contar com uma estrutura mais acess&iacute;vel, Ciro Gomes (PDT) n&atilde;o fica atr&aacute;s.</p>

[[image http://oursocialtimes.com/wp-content/uploads/2017/03/social-media-marketing-2.png&quot;/&gt;

<ul>

<li>Estrat&eacute;gia editorial</li>

<li>4- Use Uma Combina&ccedil;&atilde;o de M&eacute;todos Online</li>

<li>Est&aacute; pela hora de amadurecer</li>

<li>Propagar uma impress&atilde;o de urg&ecirc;ncia</li>

</ul>

<p>Segundo a assessoria de Ciro, os videos que mencionam t&oacute;picos mais quentes, como o que trata da sa&iacute;da de Pedro Parente da presid&ecirc;ncia da Petrobr&aacute;s, s&atilde;o os mais comentados e visualizados - 269 mil vezes at&eacute; sexta-feira, sem cada patroc&iacute;nio. O presidenci&aacute;vel ainda n&atilde;o investiu recursos em an&uacute;ncios no Facebook ou Instagram - o Twitter n&atilde;o permite essa probabilidade. Hist&oacute;rias que apelam &agrave; emo&ccedil;&atilde;o, que fogem da realidade e que n&atilde;o obrigatoriamente relevam caracter&iacute;sticas dos pol&iacute;ticos que pleiteiam olhar seus nomes nas urnas em outubro.</p>

<p>Para o cientista pol&iacute;tico Marco Antonio Teixeira, da FGV-SP, os videos anunciados pelos presidenci&aacute;veis s&atilde;o pe&ccedil;as publicit&aacute;rias, feitas s&oacute; pra valorizar a figura dos pr&eacute;-candidatos e n&atilde;o obrigatoriamente informar o eleitor sobre o fato pol&iacute;tico do Na&ccedil;&atilde;o. A maioria pot&ecirc;ncia a barra. Qualquer avalia&ccedil;&atilde;o mais cr&iacute;tica revela as diferen&ccedil;as entre o que se mostra e a realidade dos dados. O video da pr&eacute;-candidatura do Lula, a t&iacute;tulo de exemplo, &eacute; quase um document&aacute;rio. Um v&iacute;deo para apaixonados, que relaciona a queda que vivemos s&oacute; ao governo de Michel Temer. Os pr&eacute;-candidatos n&atilde;o est&atilde;o disputando uma vaga dentro de seus partidos, como ocorre nos Estados unidos e justifica a descri&ccedil;&atilde;o de pr&eacute;-campanha. Est&atilde;o fazendo campanha mesmo, est&atilde;o disputando localiza&ccedil;&atilde;o nas pesquisas pra se viabilizarem. Com essa pulveriza&ccedil;&atilde;o de candidaturas &agrave; Presid&ecirc;ncia, quem alcan&ccedil;ar o superior n&uacute;mero de candidatos leva vantagem.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License